Como os Softwares estão Garantindo mais Qualidades aos Serviços Clínicos

29 de setembro de 2017

Uma clínica, do mesmo modo que qualquer empresa, dispõe de todo um aparato que demanda bastante trabalho. Setores que vão desde a Gerência da Administração de contas, Planejamentos, Recursos humanos até ao Quadro de funcionários, Analistas de diagnósticos, etc.

Os softwares permitem simplificar o gerenciamento de boa parte das tarefas feitas por cada um desses setores, o que facilita a vida dos médicos e seus ajudantes, e também dos pacientes, otimizando o tempo de todos.

Sabe-se que há softwares programados para agendamento de consultas e alguns até com um sistema que lembra os pacientes do dia e hora da consulta através de SMS; aqueles que armazenam os dados do paciente; plataformas que oferecem laudos à distância, etc.

É possível hoje, acessar plataformas feitas especialmente para a gestão hospitalar, isso não é maravilhoso?

Bom, achamos que seja, veja porquê:

(Usaremos o Laudo emitido à distância, para poder ilustrar essa ideia).

Eficiência e agilidade

Eficiência e agilidade é tudo que se precisa nessa onda de correria que todos vivem, a TME – Telemedicina Cardiológica, por exemplo, dispõe de um software que emite Laudos à distância em até 24 horas, conforme o trabalho dos médicos analistas. É um diferencial oferecer esse tipo de serviço para os pacientes, ainda mais pacientes que apresentam complicações referentes ao coração.

A Cardiologia é apenas uma área específica, unificar esse sistema para todas as áreas da medicina contribuiria muito com a qualidade dos serviços prestados nos hospitais e clínicas, sem contar que descobrir a iminência de uma doença em tão pouco tempo, contribui muito com o tratamento e salva muitas vidas.

Dados armazenados em nuvem

Além de obter os resultados via online, todos os dados dos pacientes são armazenados em nuvem. Isso permite ver o dia que foi feito o exame, comparar resultados e acessar esses dados a qualquer hora e lugar, conforme a necessidade e disponibilidade do médico, analista e afins.

Segurança no armazenamento

O armazenamento em nuvem pode não ser garantia de 100% de máxima segurança sempre, mas se compararmos com o exame impresso de papel, não há como negar que os dados guardados nos softwares são mais seguros, até porque faz-se backup regularmente, e é dado um cuidado especial a isso, pois a confiança dos clientes é essencial nessa prática tecnológica.

Acesso aos dados do paciente

Ter a opção de acessar os laudos e históricos de todos os pacientes apenas portando um aparelho que acesse a internet, é uma revolução. Imagina extinguir de vez aquele imenso armário cheio de arquivos, onde é preciso procurar por ordem alfabética pelo prontuário de cada paciente. É muito trabalho poupado.

Menor incidência de erros

Os Laudos à distância, são emitidos por uma Central de laudos, onde uma equipe de médicos analistas faz a análise e emite os diagnósticos, e estes são enviados para a clínica. Essa prática permite que haja a disponibilidade de dois ou mais médicos trabalharem num mesmo laudo, o que garante uma queda considerável na incidência de erros.

Despesas reduzidas

Dadas essas informações é importante dar ênfase a economia que trabalhar com softwares desse porte, geram; ao reduzir espaços de análise de laudos, não ser necessário uma equipe dentro da clínica para realizar o diagnóstico, além de ser um serviço simples onde se pode conseguir os equipamentos via Comodato. E também pelo acesso facilitado para clínicas localizadas em regiões mais afastadas.

Conclusão

Viu só quanta coisa? E isso porque nos atentamos apenas ao Laudo à distância. Há ainda várias programações desenvolvidas que otimizam o trabalho realizado nas clínicas e que estão fazendo com que a economia melhore e mais pessoas tenham um acesso mais amplo às novas tecnologias.

Compartilhe esta publicação.
0 0 votes
Avaliar Post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments