Por que o Armazenamento de Exames Ainda é um Problema em Muitos Hospitais e Clínicas Médicas?

17 de agosto de 2018

O armazenamento de exames, laudos, prontuários, etc., é uma atividade designada como obrigatória pelo Conselho Federal de medicina (Resolução 1.821/007). No caso dos documentos serem impressos, estipula-se um prazo de 20 anos no qual os mesmos devem ser arquivados e guardados.

Isso é problemático na medida em que, por vezes, ocupa muito espaço e a organização nem sempre é algo simples de ser feito.

Uma parcela de clínicas e hospitais espalhados pelo país, ainda optam pelo armazenamento manual dos documentos dos pacientes.

Em longo prazo, podemos imaginar a imensa quantidade de papéis que se vão acumulando, e podemos deduzir que 20 anos é um prazo longo demais para que esses papéis estejam em bom estado ao término do período estabelecido.

Se você trabalha em um local onde essa prática ainda voga, há uma possibilidade deste ambiente estar um tanto aquém dos concorrentes que optam por métodos mais modernos de organização.

Como modernizar o procedimento de armazenagem?

Com o avanço das opções tecnológicas voltadas a práticas medicinais, o armazenamento digital foi legitimado e regularizado.

Como indicado pela resolução da ANVISA, os laudos digitais devem ser mantidos por cinco anos.

A digitalização da maioria dos documentos impressos traz mais facilidades e segurança aos profissionais que atuam na área da saúde, além de não apresentarem riscos de conservação a longo prazo.

Os pacientes também são beneficiados pela digitalização, recebendo em muitos casos os laudos por e-mail.

Você pode optar por softwares que armazenam dados, existe uma variedade infinita deles, ou pode optar por sistemas que facilitem não só o armazenamento como também garantam outros benefícios.

Quais sistemas são esses?

Sistemas de Telemedicina promovem a segurança no armazenamento de dados e organização mais dinâmica.

Uma das ramificações da Telemedicina é o fornecimento de laudos à distância para clínicas, hospitais e consultórios médicos.

A opção garante que haja um sistema mais eficiente e rápido de entrega de diagnósticos, já que os mesmos são emitidos por equipe de especialistas, muitas vezes em prazos mínimos e, às vezes, em questão de minutos.

Como funcionam os procedimentos da Telemedicina?

A Telemedicina procede dispondo plataforma online para envio dos exames e recebimento dos laudos. Dessa forma, garante-se que todo o prontuário e histórico dos pacientes possam ser acessados em único lugar.

Os dados ficam salvos em nuvem e o acesso pode ser feito pelos profissionais nas duas vias de comunicação, resultando em trocas mais produtivas de informações.

Os resultados emitidos de forma digital garantem que o armazenamento seja feito de forma descomplicada e sem que precise haver espaço dentro das clínicas para tal, assim como arquivos, armários etc.

Os arquivos em nuvem podem ser acessados por qualquer aparelho que tenha internet e o sistema pode ser implantado em qualquer cidade, mesmo as mais distantes.

Outros benefícios da Telemedicina

Além de oferecer serviços que otimizam a acessibilidade, a Telemedicina tem baixo custo de inserção nas clínicas.

A central que oferece os serviços é responsável pela segurança do sistema e realiza backups regularmente, garantindo total confiança na segurança das informações dos pacientes.

A rapidez na entrega dos resultados gera mais produtividade aos profissionais, pois diminui demandas e agiliza tratamentos.

Agilidade é um fator que conta muito na hora da escolha dos pacientes, assim como processos que trazem inovações.

Como se dá a inserção do sistema de Telemedicina?

Peguemos como exemplo a TME – Telemedicina Cardiológica. A central dispõe a seus parceiros e clientes as opções de Locação e Comodato dos equipamentos, o que faz com que não haja necessidade de capital financeiro para que as atividades sejam iniciadas.

Os equipamentos estão entre os principais quesitos, pois são eles que serão conectados a um computador para que o envio e recebimento dos exames sejam realizados.

Após isso, a equipe oferece treinamento para o uso da plataforma e manuseio dos aparelhos, também assistência diária em caso de dúvidas e/ou outras demandas.

As manutenções tanto nos equipamentos quanto na plataforma são feitas de forma regular, sem custos adicionais.

Bom, estes são os primeiros passos para que você possa começar a trabalhar com Telemedicina hoje mesmo!

Quer saber mais sobre o funcionamento do Comodato e Locação?

Visite nosso site: https://www.tmebr.com Ou ligue para: 0800 7218 863

Aqui no Blog você também encontra mais informações e detalhes.

Compartilhe esta publicação.
0 0 votes
Avaliar Post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments