Laudo à Distância como Alternativa na Crise

25 de janeiro de 2018

Desde meados de 2014, o Brasil passa por um período de recessão que oscila de temporadas para outras e de negócios para outros, mas segue perdurando. O fato é, salvo algumas categorias, a maioria dos brasileiros de classe média e classe média baixa, estão se vendo sendo obrigados a cortarem despesas. Eles deixam de dar preferência às marcas, à estabelecimentos e passam a optar por aqueles que lhes oferecem preços mais baixos e condições facilitadoras.

Montar um negócio em períodos assim, é desafiante, pois é preciso estar atento a inúmeras demandas burocráticas e estar de olho nas novas vertentes de público, que vão surgindo de acordo com a mudança dos hábitos e da economia.

A tecnologia em seus primórdios, representou um divisor de águas no que se refere às transformações da sociedade. Isso não é novidade para ninguém. Com toda a evolução dos tempos, o crescimento da tecnologia não parou, segue contribuindo com facilidades vitais à vida humana neste século.

A Telemedicina, que envolve os laudos à distância e todos os tópicos de saúde digital que se ramificam à área, representa no ambiente médico, uma dessas mudanças que transformam gerações e suas perspectivas. Veja alguns tópicos que demonstram como a Telemedicina é fundamental em períodos de crises e recessões.

Como a Telemedicina ajuda a sair da crise

A área médica também é afetada pela crise, se é que não esteve sempre em crise. Tanto a área pública quanto a privada, sentem na pele os impactos das mudanças estruturais.

Não dá para se pensar em fazer grandes cortes ou mudar radicalmente um ambiente clínico, afinal, trata-se da vida de outras pessoas e de um empreendimento de suprema responsabilidade social.

Optar por simplificar processos, adotar novas formas de fazer exames e utilizar meios como o Comodato, são opções favoráveis para que a qualidade dos serviços prestados não caia, e que se consiga fazer economia.

A palavra do século para a área médica é Otimização!

Por onde começar?

Em um cenário de recessão, é preciso pensar e pôr em prática a otimização dos serviços existentes no ambiente médico.

Rever como são feitos os atendimentos, pensar em uma melhoria estrutural e analisar a maneira como os procedimentos são guiados, é um ótimo começo para sair da crise.

Claro, estes preceitos também servem para quem quer aumentar o negócio e adotar formas mais modernas de se orientar.

A tecnologia é uma aliada fundamental nestas horas. Em sua bagagem está incluso o uso de prontuários eletrônicos, sistemas que lembram o paciente via SMS do dia e horário da consulta, possibilidade de fazer consultas com especialistas vias plataformas online, laudos à distância etc.

O que a otimização promete?

Agilidade é uma das palavras chave dessa era, o laudo à distância dado por uma empresa terceirizada, é emitido em até 24 horas por uma equipe de médicos analistas que têm todas as ferramentas de comunicação, auxiliando e tirando qualquer dúvida do clínico geral.

Diversas áreas médicas fazem uso dessa técnica; de exames de vista, raio x de cabeça e corpo, à medição do batimento cardíaco via ECG etc.

Tratar de órgãos vitais com o uso de uma ferramenta que garanta rapidez e precisão, está salvando muitas vidas.

Além de agilidade, há a possibilidade de reduzir gastos com a adoção do comodato. A empresa faz um empréstimo dos equipamentos que são integralizados ao sistema, e você paga pelo número de laudos que emitir.

Além disso, há o ganho no tempo para aumentar os atendimentos, espaço mais amplo na estrutura do hospital, já que dispensa um local exclusivo para a emissão dos laudos; os melhores equipamentos do mercado, e a tranquilidade de saber que suas demandas estão em mãos seguras.

Locais de difícil acesso

A Telemedicina leva o laudo à distância para lugares remotos e com poucos recursos. Qualquer clínica médica que possua internet, é passível de que o implemento do laudo à distância seja feito.

Sabe-se a escassez de médicos especialistas em locais como este, e em como a população se vê obrigada a peregrinar para os grandes centros para fazerem um exame simples.

Pode-se ter a mesma tecnologia de hospitais renomados e ainda contribuir com a melhoria de vida dessas populações.

O futuro é agora

As novas ferramentas dadas pela tecnologia, não são sinônimas de preços exorbitantes por apresentarem mais recursos e mais soluções. Na maioria das vezes, quem opta pelo tradicional puro e simples, acaba por pagar muito mais caro.

Embora a crise econômica esteja em destaque no cenário do nosso país, pertence a um movimento global bem mais amplo, fruto da derrocada de um sistema que se tornou insustentável, sem conseguir atender à demanda de recursos necessários a uma população tão grande.

É preciso estar aberto a opções alternativas de realização do trabalho para conseguir driblar as barreiras econômicas e ganhar destaque.

Compartilhe esta publicação.
0 0 votes
Avaliar Post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments