Exame Holter: qual o ideal para o seu serviço de saúde?

12 de janeiro de 2022

Você sabe de onde surgiu o nome do exame Holter? Te explicamos! Ele foi batizado por conta de Norman Jefferis Holter, o inventor do monitor Holter (ECG 24H). Desde então, ele é usado, principalmente, para detectar arritmias cardíacas em pacientes. O exame também é indicado em pacientes com sintomas específicos.

exame Holter pode ser realizado em diversos tipos de modelos diferentes. Em suma, é muito importante que você saiba escolher o exame Holter mais adequado para seu serviço. Neste artigo vamos nos aprofundar nos detalhes do exame, para você entender qual o melhor caminho para você.

O que é o Exame Holter? 

É um aparelho que monitora a frequência cardíaca do paciente durante 24 horas. Sua função principal é identificar as alterações nos batimentos, como arritmias. Conforme a existência de diferentes marcas e modelos, é importante saber escolher o ideal para seu serviço de saúde. 

exame ECG 24H é indicado para pacientes que possuem sintomas como: palpitação, tontura, falta de ar e desmaios. Além disso, também é usado quando há suspeita de fibrilação atrial. Não há contraindicação durante seu uso, mas são necessários alguns cuidados:

  • evitar dormir em colchões magnéticos;
  • não tomar banho durante o período de uso do aparelho;
  • suspender alguns medicamentos, como betabloqueadores e antiarrítmicos;
  • não ingerir bebidas estimulantes como café e energéticos.

A execução do exame Holter

O Holter não é um exame invasivo. Portanto, sua execução é relativamente simples. Mas é preciso alguma atenção do paciente durante o tempo de uso.

Confira seus passos de realização: 

  1. O técnico de enfermagem posiciona os eletrodos no tórax do paciente, que deve estar com a pele limpa. Não pode haver creme ou óleo, para melhor fixação. Então o aparelho é preso na cintura do paciente.
  2. A partir daí, o aparelho começa a monitorar os batimentos cardíacos do examinado.
  3. O paciente deve seguir sua rotina como de costume. Ou seja, trabalhar, estudar, fazer compras, e outras atividades normais do seu dia.
  4. Nesse intervalo de 24h o paciente não deve tomar banho. A atividade pode danificar o aparelho. Também é importante não realizar atividades físicas para não alterar a medição.
  5. Ao final do período o paciente volta à unidade de saúde para retirar o aparelho.

realização do exame Holter pode detectar alguns problemas como fibrilação atrial, bracicardia, isquemia cardíaca ou taquicardia. A taquicardia pode ser supraventricular ou multifocal. De forma simplificada, a taquicardia multifocal ocorre em três ou mais focos e possui morfologia e frequências diferentes. O exame também detecta fibrilação atrial.

A taquicardia multifocal tem associação com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou com hipertensão pulmonar. Enquanto isso, a taquicardia supraventricular, é originada nos átrios e provoca aumento súbito dos batimentos cardíacos. Esta pode revelar uma arritmia. Por conta dessa proximidade entre as doenças, o Holter se mostra muito importante para diferenciá-las. 

Como o exame pode ser ofertado para potencializar seu serviço de saúde?

Em alguns casos, a clínica não possui um especialista para fazer o laudo do exame. Por causa disso, o uso do Holter pode acabar parecendo complicado. Aí que entra a telemedicina. Afinal, empresas de telemedicina possuem profissionais prontos para analisar e fazer o laudo do paciente. Isso garante mais rapidez, eficiência, qualidade e menor custo.

Quais são os tipos de aparelho holter?

Atualmente, no mercado existem aparelhos de Holter que fazem, também, o exame de Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA). Além disso, alguns possuem sistemas que permitem aprofundamento do diagnóstico pela identificação de outros parâmetros médicos. As 3 principais marcas são Cardios, DMS Brasil e Micromed. Dentre as três, a Cardios é a única que vende aparelhos que realizam ECG 24h e MAPA. Esse é um fator importante para se atentar. Isso porque é vantajoso ter um equipamento 2 em 1 para um paciente que precisa dos dois. Por outro lado, se a demanda dos dois exames for para pacientes diferentes pode não ser.

A Cardios lidera o mercado. É o menor aparelho, executa 2 exames ao mesmo tempo e consome pouca bateria. O dispositivo possui cabos resistentes que necessitam de pouca troca. Ele também utiliza cabo USB para transferência de arquivo, facilitando o envio para qualquer empresa de telemedicina. Em contrapartida, seu valor pode ser considerado uma desvantagem por estar acima da média.

DMS Brasil tem um aparelho compacto e leve com bateria recarregável e cabo resistente. Porém, as desvantagens são o uso de cartão de memória, que pode levar à perda de dados e a não realização de MAPA.

Micromed é a novidade. É compacto e leve e tem as mesmas funções dos outros dois. Entretanto, a principal desvantagem é que não é possível baixar os dados do exame do paciente. Isso impede que você envie as informações para outras empresas de telemedicina.

Comprar ou alugar?

Em suma, a opção de locação e aluguel em comodato é muito vantajosa. Assim, a empresa de telemedicina envia o aparelho e treina os funcionários à distância. O pagamento é uma mensalidade relacionada aos exames. Como resultado, através do comodato o cliente pode testar e avaliar o custo-benefício.

A TME atua com locação e comodato de equipamentos. Enfim, uma forma de ter acesso aos equipamentos com a economia de não precisar comprar! Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato com a gente clicando aqui! Podemos te ajudar a encontrar o exame holter ideal para sua clínica.

Compartilhe esta publicação.

Por Paulo Miranda Filho

Médico, diretor de crescimento na TME, professor de empreendedorismo no MBA Health do BBI of Chicago, Gestão de TI (FIAP) e Especializando Gestão de Negócios (FDC).

0 0 votes
Avaliar Post
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments